.

Prevenção para amenizar crises nas corporações

Hoje, está muito claro para todos os interessados no tema que as redes sociais potencializam acontecimentos negativos e podem transformá-los, rapidamente, em crise para marcas e organizações. Por isso, é fundamental pensar em como agir antes do problema viralizar nas redes sociais, afirmou a professora Rosângela Florczak, especialista em comunicação corporativa com foco em comunicação estratégica, gestão de riscos e crises e diálogo.

Rosângela foi a palestrante nesta quinta-feira, 5/10, do “Bate papo com empresários, gestão na prática”, promovido pelo Comitê Jurídico da Associação Comercial de Porto Alegre, com a coordenação do diretor Renan Boccacio. O tema foi “Comunicação estratégica para marcas e organizações”.  

Segundo ela, está mais do que na hora das marcas e organizações brasileiras, líderes de seus segmentos, estabelecerem um processo confiável de gestão de riscos e crises. “Esse é o único remédio possível para os vírus e bactérias informacionais que se espalham cada vez mais rápido impulsionadas pela força das mídias sociais, que viraram o novo SAC, Serviço de Atendimento ao Cliente.”

De todos os aprendizados, conforme Rosângela, é importante perceber o que chamamos de eventos críticos ou crises, são momentos duros, difíceis e marcados pelo sofrimento de todos os envolvidos. “Apenas a discussão e a prevenção podem amenizar as consequências de uma crise em qualquer tipo de empresa e organização. Portanto, é necessário consolidar um sistema preventivo eficaz.”

As medidas que devem ser tomadas pela empresa em relação a Comunicação sugeridas por Rosângela são:

1 – Tratamento processual da comunicação, que trata da questão da abordagem como processo, assim baseado em aplicação de atividades integradas.

2 – Inserção da Comunicação na cadeia decisória. A organização como mais um dos interlocutores em diálogo.

3 – Gestão dos relacionamentos com os interlocutores.

4 – Uso sistemático de um planejamento entre o que é estrategicamente gerido e o que é espontâneo

5 – Monitoramento de um desempenho e da contribuição para os resultados organizacionais.