.

Paulo Afonso Pereira toma posse para mais um mandato à frente da ACPA

O presidente da Associação Comercial de Porto Alegre Paulo Afonso Pereira foi reconduzido por aclamação em chapa única pelo Conselho Superior da entidade para mais um mandato até abril de 2020.  A cerimônia de posse aconteceu nesta quinta-feira, 26, no Salão Nobre do Palácio do Comércio, com a presença do prefeito Nelson Marchezan Júnior, entre outras autoridades, novos diretores, convidados e associados.

Em seu discurso, Pereira agradeceu aos vice-presidentes e diretores que o acompanharam no período 20016/2018​. “Essa parceria muito colaborou para que iniciássemos o trajeto que nos trouxe até aqui. De igual modo, quero saudar a nova diretoria que nos auxiliará nestes próximos dois anos, levando em frente os projetos e propósito iniciados em 2016 e o Conselho Superior pela aclamação de meu nome”.

 O Presidente também destacou a excelente relação que a entidade tem com os poderes constituídos e cujo trabalho tem sido acompanhado com muita atenção. Acrescentou que não seria justo se deixasse de agradecer também aos colaboradores da Associação Comercial, pela dedicação, zelo, companheirismo, e na incessante busca pelos melhores resultados, muito obrigado a todos.

Pereira ressaltou que a Associação Comercial voltou a ser protagonista em Porto Alegre, depois de 88 anos de convivência conjunta com a FEDERASUL, quando ele assume para o primeiro mandato, em 2016. “Nestes dois anos, pouca coisa mudou no cenário político e econômico de nosso país e consequentemente de nossa cidade. No entanto, a entidade cresceu bastante como instituição, tornando-se parceira de entidades irmãs e do governo.

Segundo ele, no século 21 a entidade mantém os mesmos propósitos de quando foi fundada, em 1858, apoiando o desenvolvimento, a livre iniciativa, mas com um olhar contemporâneo. “No segundo mandato o foco é na criação de conexões para construir o futuro. O mundo virtual está provocando uma transformação avassaladora nos negócios. Praticamente todas as formas tradicionais estão sendo desconstruídas e surgem novas a todo o momento. Estamos no meio do furacão.”

Atentos as mudanças no mundo, mas sempre com muita atenção nas questões municipais, que envolvem desde os buracos nas calçadas e ruas, o lixo, até a falta de segurança, as dificuldades no acesso às lojas e escritórios, o transporte.  Pereira completa: Todas esses problemas afetam o comércio e serviços e, consequentemente, a vida de todos que aqui vivem ou estão de passagem.”